Woodstock Discos: Mais que uma loja

Documentário sobre a Woodstock Discos chega às telas e às lojas

por Ricardo Alpendre     09 fev 2015

Woodstock Discos“Tem gente que não sabe nem que Woodstock foi um festival, mas conhece a Woodstock como a loja de heavy metal que fez uma tradição”. Com essa e muitas outras declarações e memórias, Walcir Chalas conta a impressionante história da loja Woodstock, que resiste ao tempo e às intempéries do mercado no centro de São Paulo. Na verdade, como diz o título do filme protagonizado por Walcir, a Woodstock não é simplesmente uma loja.

O que é contado no documentário Woodstock – Mais Que Uma Loja, dirigido pelo jornalista Wladimyr Cruz, é que, nos anos que se seguiram à sua fundação, em 1978, a Woodstock foi se tornando a realização do sonho de Walcir, de dividir e repassar a cultura do rock e do heavy metal. O público alcançado, inicialmente pequeno e seleto, foi se tornando muito maior do que poderia ser recebido naquela pequena sala da Galeria José Bonifácio, na rua de mesmo nome. Assim, no início de 1985, a loja e seus fiéis seguidores se mudaram para a Rua Dr. Falcão, bem ali no Vale do Anhangabaú, onde está até hoje.

No documentário, com mais de duas horas de duração, aparecem os irmãos Max e Iggor Cavalera (ex-sepultura, atuais Cavalera Conspiracy), os guitarristas Andreas Kisser (Sepultura), Felipe Machado (Viper) e Marcos Kleine (Ultraje a Rigor), os jornalistas Ricardo Batalha e André Pomba (este, ex-baixista do Vodu), o apresentador Gastão Moreira e figuras do rock pesado como João Gordo (Ratos de Porão) e Chris Skepis (Cock Sparrer), entre outros. Durante essas conversas são mostradas cenas de eventos que marcaram a Woodstock e tornaram-na mais que uma loja, para além da ideia inicial de Walcir.

Tardes de autógrafos assustadoramente lotadas, exibições de vídeos, shows de bandas, a visita de James Hetfield (Metallica) e dos Ramones, lançamentos exclusivos de discos, selo fonográfico, o programa Comando Metal e aquelas pequenas histórias do dia a dia… Está tudo lá: no filme, que é exibido em sessões especiais de cinema, e no DVD, que contêm cenas extras e pode ser encontrado em lojas como a própria Woodstock e a Die Hard, na Galeria do Rock.

O documentário conta com uma página oficial no Facebook: facebook.com/docwoodstock.

  1. Vlady

    Opa que legal ,foi Na loja woodstock que comprei o vinil do sepultura :schizophrenia pois estava de férias 1989 , moro a 500 km da capital , foi demais .

    Responder

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *