Os Discos do Urso

A incrível coleção de discos de Bob “The Bear” Hite, do Canned Heat

por Bento Araujo     17 nov 2015
Bob Hite e sua coleção

Bob Hite e sua coleção

“Assim que eu comecei a andar eu fiquei fascinado pelos discos dos meus pais que ficavam espalhados pela casa. Saía música desses discos e isso me interessava, não o que estava gravado neles. Ao invés de se interessar por brinquedos, como a maioria das crianças, eu me interessava por discos. Ao cinco anos eu já engraxava sapatos para ter dinheiro para comprar discos para a minha coleção. Eu odiava estudar e o meu negócio não era fazer planos para o futuro, era apenas escutar os meus discos. Enquanto meus amigos lavavam seus carros e saíam com as garotas eu ficava escutando os meus discos em casa”.

Bob “The Bear” Hite começou colecionar discos muito cedo, como declarou acima, e sua coleção de antigas gravações de blues em 78 rotações até hoje é uma das mais impressionantes do mundo. Ele começou recebendo doações de discos da igreja que frequentava quando criança. Logo passou a imaginar como seria ter uma banda para tocar muito daquele blues rural esquecido pelas novas gerações.
Nos anos 50, quando ainda era um adolescente, mudou-se com seus pais para Denver. Três quartos de todo o peso da mudança vinham de sua coleção. De volta a Califórnia ele trabalhou em várias lojas de discos em Venice Beach e sempre que podia arrematava coleções de pessoas que faleciam, ou trocavam seus velhos discos de 78 rpm pelos de 33 rpm.

O Canned Heat surgiu na casa de Bob Hite, com outros colecionadores como ele (Alan Wilson e Henry Vestine), todos compartilhando aquela mesma paixão. Era comum passarem dias e mais dias seguidos escutando discos da coleção de Hite. Seu grande prazer era dar festas e mostrar algumas das pérolas de sua enorme coleção. Quando começou a excursionar pelo mundo com a banda, visitava religiosamente as lojas de discos das cidades por onde passava, aumentando consideravelmente a sua coleção.

Por volta de 1980, pouco antes de sua morte, sua coleção consistia em cerca de dois mil LPs e nada menos que 78 mil discos de 45 e 78 rotações. Naquela altura, infelizmente, foi obrigado a se desfazer de pérolas do seu tesouro para poder pagar dívidas e contas atrasadas.

Após a sua morte, uma parte de sua fabulosa coleção foi vendida pela família, outra parte foi literalmente dizimada, desmembrada e até mesmo saqueada. O pouco que sobrou acabou ficando sob os cuidados do baterista Fito de la Parra.

Décadas depois, parte desse material serviu de base para duas compilações do selo belga Sub Rosa: Rarities from the Bob Hite Vaults e Bear Traces: Nuggets from Bob’s Barn (Bob Hite Vaults Volume 2).

O Canned Heat está na capa da pZ 62, veja mais sobre essa edição clicando aqui.

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *