A despedida do Earls Court

O centro de exibições londrino fecha suas portas

por Ricardo Alpendre     05 fev 2015

Earls Court“Em Londres, parece que tudo o que não for loja, escritório ou apartamento de luxo está sendo demolido”, reclama o artista plástico Duggie Fields, sobre a demolição do Earls Court, que teve início em dezembro. O centro de exibições mais importante de Londres por muitos anos, e que na década de 1970 passou a receber alguns dos shows mais importantes também, deixa de existir. Em seu lugar, será construído um enorme conjunto de prédios abrigando apartamentos residenciais, escritórios e lojas. A expectativa de inauguração do novo complexo é para o ano de 2033.

Tendo iniciado as atividades como centro de exposições em 1887, o Earls Court foi totalmente reconstruído há cerca de 80 anos, e reinaugurado em 1937. Nesse mais de um século de existência, o espaço sediou eventos importantes para a história da cidade, com destaque para inúmeras exibições e mostras internacionais. A partir de maio de 1973, quando David Bowie e o Pink Floyd se apresentaram ali na mesma semana, o Earls Court recebeu shows do Slade (os donos da ideia de fazer show no local), Led Zeppelin, Elton John, Queen, Genesis, Bob Dylan e muitos outros. Dos artistas citados, todos realizaram na casa espetáculos cruciais para uma turnê ou para suas próprias carreiras.

Fields, que dividia com Syd Barrett um apartamento de onde se vê o Earls Court (e onde foram feitas as fotos para o álbum The MadcapLaughs, do ex-Pink Floyd), diz que “é uma grande perda para Londres”, e atesta: “Esse prédio impressionante ainda atrai milhões de pessoas do mundo todo, e nós estamos jogando fora essa história e essa herança”.

  1. Claudinei José de Oliveira

    Como dizia a velha música do Belchior, “o novo sempre vem”, às vezes, infelizmente para nós, saudosistas de plantão, reféns do “bom e velho rock’n’roll”.

    Responder

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *