poeiraCast 234 – Marillion e o Neo-Prog
por Bento Araujo     20 maio 2015

Se é discutida a data de origem do estilo neo-prog, filho do rock progressivo, não há questão sobre qual banda mais o difundiu no mercado: Marillion. Além da famosa banda inglesa, também opinamos um pouco sobre outros baluartes como IQ, Pendragon, etc.

Baixe esta edição do poeiraCast
  1. monica

    Legal o programa e mais legal citaram como é forte aqui no Rio o progressivo, até eu fico impressionada e já que vocês lembraram da rádio Fluminense um programa sobro rádios de rock seria interessante não acham?
    Beijos
    Mônica

    Responder
  2. william peçanha

    Muito bom o programa e mais legal ainda terem citado o Pallas, Twelfth Night (que tem pelo menos 3 discos excelentes, “Live At The Target”, “Fact And Fiction” e o sensacional “Live And Let Live”), IQ (Sérgio, se possível, ouça os discos “The Wake” e “Ever”, sei não, mas acho que vc mudará de ideia sobre a banda), Pendragon (cujo show assistimos, eu e mais 7 loucos, lá no longínquo ano de 1998 lá em Macaé, trazido pelo Leonardo Nahum) que tem pelo menos 2 discos excelentes (“The Window Of Life” e “Masquerade Overture”, exemplos de como o Neo Prog pode ser bem feito sem ser dispensável)… Agora, “dissecar” o Marillion foi a cereja do bolo, TODOS os álbuns da era Fish são indispensáveis (e alguns do Hogarth também, mas duvido que chegue a 3!!!)… Um forte abraço e vamos em frente.

    Responder
  3. william peçanha

    …Em tempo: Quando eu disse “eu e mais 7 loucos” assistindo ao show do Pendragon em Macaé é porque saímos daqui (de Cataguases, terra que também recebeu o Flower Kings, Camel e Quidam) em 2 carros enfrentando quase 10 horas de estrada para conseguirmos as imagens e emoções que levaremos para o túmulo!!!!

    Responder

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *