Arquivo da tag: rory gallagher

poeiraCast 492 – Blues rock

Neste episódio, conversamos sobre o estilo que funde o rock ‘n’ roll com sua origem mais reconhecida: o Mais

por Bento Araujo     07 fev 2024

Neste episódio, conversamos sobre o estilo que funde o rock ‘n’ roll com sua origem mais reconhecida: o blues.

Ouça o poeiraCast também pelo Spotify, Deezer, iTunes e diversos apps de podcast.

Depois de 14 anos de estrada e mais de 490 episódios online, o poeiraCast precisa do seu apoio para continuar no ar. Seja um assinante/apoiador do poeiraCast e faça parte desta história. Para realizar o seu apoio e saber mais sobre as recompensas, acesse catarse.me/poeiracast

Agradecimentos especiais aos apoiadores:

André Gaio, Antonio Neto, Aylton José Vasconcelos, Bruno Maia, Bruno Pugliese, Caio Bezarias, Carlos Albornoz, Cláudio Lemos, Claudio Rosenberg, Eduardo Alpendre, Ernesto Sebin, Fernando Bueno, Fernando Padilha, Flavio Bahiana, Francisco Okamura, Hélio Yazbek, James Yamazato, José Adja de Souza, Luís Araújo, Luís Porto, Luiz Paulo Jr., Marcelo Moreira, Marcelo Zarra, Marcio Abbes, Matheus Pires, Mauricio Pires, Miguel Brochado, Nei Bahia, Peter Alexander Weschenfelder, Rafael Campos, Raul dos Santos, Rodrigo Lucas, Rodrigo Werneck, Thatiana Oliveira, Tomas Gouveia, Vagner dos Santos, Vandré dos Santos, Wilson Tortorelli Filho.

Taste em boxset e DVD

Lançamentos imortalizam o super trio de Rory Gallagher

por Bento Araujo     03 ago 2015

Taste I’ll RememberO Taste foi um trio que atuou na era dourada dos power trios de hard e blues. Formado na tumultuada Irlanda dos anos 60, a banda revelou ao mundo um talentoso e jovem guitarrista local: Rory Gallagher. Infelizmente, na época, a reputação internacional do conjunto não foi a esperada, com o Taste sendo popular somente em países como a Inglaterra (onde abriram o show de despedida do Cream no Royal Albert Hall, em 1968, e tocaram na Ilha de Wight) e a Alemanha. Mas na Irlanda, eram tratados como deuses.

Os dois discos de estúdio do Taste, Taste (1969) e On The Boards (1970), estão sendo relançados com uma penca de raridades na caixa I’ll Remember. Ambos foram remasterizados para o relançamento e virão com outtakes e áudio inédito da aparição do grupo no programa alemão Beat Club.

No terceiro CD da caixa teremos duas apresentações ao vivo inéditas, em Estocolmo e Londres, ambas realizadas em 1970. Destaque para duas músicas inéditas registradas pela primeira vez num lançamento do Taste: “At The Bottom” e “Nineteen Year Old”. O quarto disco contém demos registradas num hotel em Belfast, em julho de 1967 – foi com essas gravações que o trio fisgou um contrato com a Decca. Completando o CD, está a primeira apresentação da banda num festival britânico, no Woburn Abbey Festival de 1968.

Para quem deseja algo mais “visual” a pedida é o novo DVD What’s Going On – Live at the Isle of Wight 1970, com o show do Taste na íntegra no famoso festival. O título da Eagle Rock traz ainda muitos bônus, como um documentário, entrevistas, clipes e apresentações do trio no Beat Club.

Músicos com pavor de subir ao palco

Robert Johnson, Rory Gallagher, Robbie Robertson, John Lennon e Gene Vincent compartilhavam do mesmo trauma…

por Bento Araujo     03 nov 2014

Robbie Robertson 69174-15aRobbie Robertson
Num show da The Band, em San Francisco, Robertson precisou ser levado ao palco por um hipnotizador. Um dos discos da banda foi batizado de Stage Fright, precisa dizer mais alguma coisa?

Robert Johnson
O bluesman mais tenebroso da história tinha pânico de tocar na frente de músicos renomados. Numa ocasião, chegou a tocar de costas para o público, composto por músicos mexicanos. Acabou criando uma atitude “cool”, muito copiada até hoje.

The Ramones
Todos os integrantes confessaram que sentiam um enorme “frio na barriga” antes de subir ao palco. Costumavam jantar antes das apresentações, e não era raro Dee Dee Ramone vomitar tudo num cantinho do palco, logo nas primeiras músicas.

Rory Gallagher
Bastava olhar para uma foto de Gallagher para sentir sua simplicidade e timidez. Sempre se vestindo de forma simples, o guitarrista irlandês caprichava nos porres para entrar no palco mais à vontade. Um dos momentos mais difíceis veio logo no início de carreira, quando o guitarrista liderava o trio Taste e encarou uma multidão, em plena luz do dia, no Festival da Ilha de Wight, em 1970.

Rod Stewart
Em sua primeira tour norte-americana com o Jeff Beck Group, em 1967, Rod cantava praticamente todo o show atrás, ou emparelhado, dos amplificadores. O tímido e recém revelado vocalista não queria ofuscar a performance de Beck. Alguns fãs até se confundiam, pensando que Beck era um guitarrista ventríloquo.

John Lennon
John sempre teve pavor de palco. À medida que foi envelhecendo, e se tornando cada vez mais ausente deles, o pânico só aumentou. Antes de dar uma canja numa encore do show de Elton John, no Madison Square Garden, em 1974, John ficou no banheiro de seu camarim por cerca de meia hora, com a cabeça debaixo da torneira.

Gene Vincent
Um dos maiores ídolos do verdadeiro rock n’ roll, Vincent disfarçava seu pavor de palco com muito álcool. Esse tipo de abuso comprometia demais a sua performance vocal. Era muito comum o tour manager de Vincent, um tal de Peter Grant, trancá-lo no camarim antes dos shows, sem nenhuma garrafa por perto.

poeiraCast 210 – Rory Gallagher

Nosso assunto neste episódio é o grande guitar hero irlandês Rory Gallagher, dono de um dos maiores legados Mais

por Bento Araujo     22 out 2014

Nosso assunto neste episódio é o grande guitar hero irlandês Rory Gallagher, dono de um dos maiores legados do blues-rock, inconfundível com os sons de sua Fender Stratocaster e de sua voz.

poeiraCast 205 – Os 60 anos da Fender Stratocaster

Há 60 anos a Fender Stratocaster é uma das guitarras mais presentes no rock, com suas formas e Mais

por Bento Araujo     17 set 2014

Há 60 anos a Fender Stratocaster é uma das guitarras mais presentes no rock, com suas formas e cores marcantes e, é claro, o som que fez história nas mãos de músicos como Eric Clapton, Jimi Hendrix, Ritchie Blackmore, Buddy Holly, Rory Gallagher, Hank Marvin, Buddy Guy e tantos outros.

Publicado em setembro de 2014

Rod de’Ath (1950-2014)

O baterista dos melhores discos de Rory Gallagher morreu aos 64 anos

por Bento Araujo     04 ago 2014

Rory, Rod & GerryQuando Rory Gallagher morreu, em 1995, a maioria dos textos sobre a sua morte dava conta também da morte de um integrante de suas melhores bandas de apoio, o baterista Rod de’Ath.

Rod estava mal de saúde, saiu vivo de um terrível acidente automobilístico, mas ficou tão triste em constatar que todos o davam como morto que resolveu não comparecer ao funeral do guitarrista irlandês. Passado o trauma, Rod foi aparecendo na mídia roqueira ocasionalmente, para o espanto de todos aqueles que o davam como morto.

Mas desde o fatídico acidente, o baterista nunca mais se recuperou completamente e veio a falecer dia 1 de agosto.

Rod de’Ath tocou na banda de Rory de 1972 a 1978 e gravou alguns dos melhores álbuns do guitarrista, como Blueprint (1973), Tattoo (1973), Irish Tour ’74 (1974), Against the Grain (1975)
e Calling Card (1976). Nesta mesma formação estava o tecladista Lou Martin (morto em 2012), seu companheiro de tempos de Killing Floor, banda que praticava blues inglês da pesada. Daquela formação clássica da banda de Rory Gallagher, somente o baixista Gerry McAvoy continua vivo.

Abaixo, Rod de’Ath e todos esses citados acima no belo filme Irish Tour ’74 

 

 

 

pZ 9 (ESGOTADO)

Rory Gallagher, Banda Tropicalista do Duprat, Savoy Brown, Dust etc.

por Bento Araujo     03 Maio 2013

O prazer de se prestar uma homenagem aos seus ídolos é algo indescritível. Daí o deleite ao falar um pouco da vida e da trajetória de Rory Gallagher, um guitarrista excepcional que ainda não obteve o reconhecimento merecido. Lá se foram dez anos da morte desse gênio da guitarra e a poeira Zine não poderia deixar passar batido esse momento. São nove páginas dedicadas ao músico irlandês. Além da biografia completa, a poeira Zine comenta minuciosamente todos seus álbuns e de quebra traz curiosidades sobre sua guitarra Fender e sobre um encontro inusitado ao lado de Jerry Lee Lewis e John Lennon.

Especial sobre a Banda Tropicalista do Duprat, um marco que o Brasil teima em continuar esquecendo.

Entrevista exclusiva com Fábio Golfetti do Violeta de Outono.

E Mais: Savoy Brown, Van der Graaf Generator, The Allman Joys,

Como Comprar: AOR (Bad Co./BOC/Kansas/Foreigner/Journey/Asia, etc.)

Capas Históricas: Lizard (King Crimson)

Canções que Mudaram o Mundo: You Really Got Me (The Kinks)

Pérola Escondida: Dust (mais entrevista com Marc Bell ou Marky Ramone)

Have A Nice Day: Hot Butter / The Crazy World Of Arthur Brown