poeiraCast 260 – Van Der Graaf X King Crimson
por Bento Araujo     18 nov 2015

Mais um programa da nossa série Duelo de Gigantes. Devido ao sucesso do embate entre Uriah Heep e Blue Öyster Cult, o ringue está novamente armado para receber dois pesos pesados, desta vez do rock progressivo inglês: King Crimson e Van Der Graaf Generator.

Baixe esta edição do poeiraCast
  1. Pedro

    King Crimson pelo “conjunto da obra”. Van der Graaf pelos três melhores discos em sequência da história da musica progressiva. Nao da pra definir… Excelente programa, pra história da familia poeira. Nada do Family, a esperança segue viva. Abçs.

    Responder
  2. Caio Alexandre Bezarias

    Esse duelo foi de lascar, quase impossível decidir, mas vamos lá: King Crimson, por um tantinho infinitesimal, quase zero.
    Comparações de alto nível, parabéns a todos.
    Agora… dokken, Bentão!!!?!? Sério??!!! para mim, um dos piores grupos de todo hair metal, gênero que para mim, só tem lixo. Rs rs rs rs.
    Grande abraço a todos.

    Responder
  3. monica

    O duelo foi legal e com respeito da parte de vocês em relação as duas bandas e fizeram “o duelo de quem é o mais bonito”. Entre as duas bandas sou King Crimson desde sempre , nada contra o Van Der Graaf gosto mas o King Crimson é um absurdo que banda e adoro o Fripp e meu disco favorito é In the Wake of Poseidon amo esse disco.
    Pedro não sei não acho que o pessoal do poeira não gosta do Family e já que a moda do “Duelo eterno” pegou façam um com Hair Metal não sou fã do estilo ,mas vai legal e muito engraçado.

    Responder
  4. moodyxadi

    Prog inglês clássico, gosto dos dois. Não engulo o Gamelan/Adrian Belew, então pra mim KC vai até o Red e agora com esse retorno. Tem um pirata do ano passado em Albany, NY sensacional. VdGG é ouro puro, Aerosol é formativo, mas daí até o World Record é fodaço. A volta começou bem demais mas me desinteressei um pouco após a saída do Jackson. Parabéns pelo programa.

    Responder
  5. Julián

    Os frippertronics nascem depois daquele feliz acidente na gravação das guitarras de Fripp para ‘Heroes’ de Bowie/Eno, quando Tony Visconti superpôs as guitarras e Fripp explorou esse efeito e depois construiu o mecanismo para tocar e distorcer as anteriores guitarras.

    Responder
  6. Bernardo Guedes

    Porra, batalha impossível! Duas das bandas que marcaram minha vida musical profundamente, e ainda marcam. Top 5 do prog, certamente.

    E vocês tiveram um primeiro ouvinte nesse podcast, hehe.

    É muito, muito difícil derrubar uma banda com uma trinca Pawn Hearts, Godbluff e Still Life. Se tem alguma banda que se aproxima, é King Crimson, especialmente com Lizard, Red e In the Court, que são álbuns absolutamente surreais.

    Não consigo me decidir. Fica no empate.

    Responder

Faça um comentário Julián Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *