poeiraCast 354 – Retrospectiva 2017
por Bento Araujo     07 fev 2018

“Debaixo do filtro de quem almoça e janta UFO”, como diz nosso diretor Bento Araujo, aqui está nossa retrospectiva do que rolou de relevante na música em 2017.

Torne-se um apoiador do poeiraCast e ajude a manter o podcast semanal da poeira Zine no ar. Saiba mais clicando AQUI.

Agradecimentos especiais aos apoiadores: Alexandre Guerreiro, Carlos Albornoz, Claudio Rosenberg, Ernesto Sebin, Evandro Schott, Flavio Bahiana, Lindonil Reis, Marcio Abbes, Pedro Furtado, Rubens Queiroz, Sempre Música, Tropicália Discos e Válvula Lúdica.

Baixe esta edição do poeiraCast
  1. Diogo Maia de Carvalho

    Sobre a liderança do Slayer: parece-me que o Kerry King é o líder da banda mais até do que o próprio Araya, já que é ele que demite os bateristas sempre que as trocas nas baquetas da banda acontecem. Além disso, foi ele que tomou a iniciativa de chamar um substituto para o Hanneman quando este ainda estava vivo, mas incapaz de tocar. O Jeff era o que compunha mais e, na minha opinião, melhor. Porém, em termos de liderança o verdadeiro boss do Slayer é o King.

    Responder
  2. Caio Alexandre Bezarias

    Grande retorno, a aguardada retrospectiva do ano que passou.
    Ainda aguardo o programa do retorno (a turnê de retorno? Ha ha ha) dos quatro juntos no mesmo ambiente, será uma baderna digna dos primeiros anos, em que rolavámos de rir.
    Putz, vocês indicaram tanta coisa interessante que saiu em 2017, que ao terminar de ouvir tudo, estaremos em 2019…
    Sobre o Slayer: concordo, o King é claramente o chefão, e dividia esse encargo com o Jeff; o Araya sempre foi meio empregado deles, sempre tive essa impressão. E Bento, concordo: depois da saída do Lombardo, o grupo nunca mais foi o mesmo.
    Sobre essas aposentadorias e turnês de despedida, pensemos: entre isso e o ‘corporate rock’ (mais um termo legal que vocês cunharam),o que é digno, o que é a opção mais decente? Melhor parar que virar fantasmas,com formações desfiguradas peregrinando pelos estádios do mundo.
    Valeu mais uma vez pelos ótimos programas, grande abraço a todos, e um ótimo 2018.

    Responder
  3. Roberto Arara

    the four horseman back on the road again. A carga da Brigada dos Encapotados 2018 . Bem vindos, e um bom 2018 para todos nós, apesar dos pesares(Pablo Evitar na capa da Rolling Stone, estamos perdidos).

    Responder
  4. Pedro Furtado Jr

    Carissimos. Belo programa. Os programas antigos estão sem link de acesso. :(. Não dá pra madrugada toda sem os antigos. Peço encarecidamente que consertem isso. Ah, quase no
    programa 400 e nenhum programa especial pro Deep Purple. Aquela da familia Purple não vale porque não foi exclusivo.
    #poeiracastsantigosdevolta.
    Abraços.

    Responder
  5. Ricardo Alpendre

    Obrigado, moçada!

    Esqueci de mencionar o álbum de 2017 do Portugal The Man, que não é o melhor deles mas pra mim foi um destaque no ano.

    Graças à colaboração do nosso ouvinte Rossini (guarde esse nome!) temos um novo player para ouvir o programa aqui no site, além da possibilidade de ele estar nas plataformas digitais: mais praticidade pra todo mundo!

    Chequei agora os primeiros programas no 4shared e, neste momento, estão funcionando (claro que não chequei um por um). A tendência é que todos os episódios deixem de estar no 4shared e estejam hospedados no próprio site em breve, o que os tornará acessíveis a um público maior e deixará tudo mais prático.

    Responder
    1. Rossini

      Olá Ricardo. Olá pessoal. Isto mesmo que o “Cadinho” colocou. O poeiraCast em 2018 está cheio de novidades. Estou feliz de cooperar com este podcast que me mostrou um mundo de música e bandas novas. Eis algumas atualizações para vocês:
      Do episódio 265 ao 354, os arquivos podem ser baixados diretamente, sem login no 4shared nem no Podomatic. Os episódios anteriores ao 265 permanecem no modo antigo, sujeito às vezes ao “temperamento do 4shared”. Mas acreditamos que dentro em breve tudo estará disponível desta nova maneira.
      Dentre as novidades, temos uma janela do player com mais opções, sem precisar fazer login no 4shared ou baixar o app do Podomatic. Basta clicar no botão “Subscribe” e as opções de assinatura do podcast são muitas, incluindo usuários dos sistemas iOS e Android, além do possibilidade daqueles que preferem leitores RSS, em computadores, tablets e smartphones.
      O poeiraCast está também no diretório da iTunes, também disponível dos episódios 265 ao mais recente. Assim, pode ser assinado mediante uma simples busca aí nos apps para podcasts dos smartphones. Toda aquela praticidade de receber um episódio novo, baixar automaticamente, ouvir por streaming, os recursos típicos dos apps.
      O feed tradicional será mantido, pois contém todo tipo de postagem do site, não somente o podcast.
      Aquele botão da página inicial “Assinar via iTunes” já está alterado para o feed do podcast. Nele está o mesmo link que vocês podem encontrar no botão “Subscribe” de cada janela do player.
      Bom, é isto. Boas audições!

      Responder
      1. Pedro Furtado Jr

        Amigo. Tem como traduzir prum “velhinho analogico” que não tem essa familiaridade toda com estes termos? achei tudo lindo, soh não entendi. O que eu devo fazer para ouvir os programas anigos? Sou viciado nos 50 primeiros e estou com abstinencia do programa do Rush. Abçs!

        Responder
        1. Pedro Furtado Jr

          Carissimo. Meu filho me traduziu isso tudo e acho que entendi. De toda forma vou esperar ansioso o retorno daqueles obrigatorios 50 primeiros episodios. Maravilha isso tudo. Abção!

          Responder
  6. Pedro Furtado Jr

    Amigos, como o programa 114 ainda está fora do ar e estou fazendo uma pesquisa sobre Frank Zappa (a PZ 3 é um espetáculo), alguém teria uma lista dos discos que o Zappa “alterou” em estúdio quando do relançamento em CD? Desde já agradeço. Abraços.

    Responder

Faça um comentário Ricardo Alpendre Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *