Piedra Roja

Documentário sobre o “Woodstock Chileno” ganha as telas dos festivais

por Ricardo Alpendre     23 jun 2015

Piedra RojaA música jovem chilena vinha sofrendo mudanças no final da década de 60, a exemplo do que acontecia em outros países latino-americanos. Enquanto por aqui tínhamos a contestadora Tropicália substituindo a bem-comportada Jovem Guarda, os chilenos também incluíam elementos de sua música tradicional (o que podemos chamar hoje de folk) no rock, o que conferiu identidade própria à psicodelia local.

Inspirado pelo filme do festival Woodstock, o jovem estudante Jorge Gómez, na irresponsabilidade de seus 19 anos, decidiu apostar suas fichas (inclusive as que não tinha) na organização de um festival destacando os artistas da contracultura chilena de então. Inicialmente promovido como Media Luna, o evento ficou conhecido como Festival Piedra Roja.

Recorrendo a improvisos como convencer a própria mãe a assinar cheques em branco para cobrir eventuais danos ao local (uma propriedade rural a leste de Santiago) e uma parceria com a Coca-Cola em que a empresa montaria o palco em troca do direito exclusivo de vender refrigerantes, Gómez tocou o festival aos trancos e barrancos nos dias 10 a 12 de outubro de 1970. Os grupos que chegaram a tocar, efetivamente, foram Lágrima Seca, Los Trapos, Los Blops e Los Jaivas, embora jams entusiásticas tenham ocorrido frente a um público também frenético. Tudo se dava sob uma desordem quase institucionalizada, a partir da falta de estrutura técnica, como a falta de P.A. e iluminação propriamente ditos. Músicos se amontoavam no pequeno palco de cerca de seis metros de largura por três e meio de profundidade.

Bandas como Aguaturbia e outras acabaram não podendo tocar, ou pelas pequenas dimensões do palco, ou por simplesmente não conseguirem encontrar o local ou os administradores.
Mas, além da forte repressão daqueles tempos pré-Allende – a direita e a igreja chamavam os hippies de degenerados e outras coisas; a esquerda os tachava como burgueses alienados –, o festival é principalmente lembrado e reconhecido pelos chilenos de todas as idades como um marco na cultura daquele país, um evento sem o qual o rock chileno e sua própria música popular em si não poderia ter passado.

Sob direção de Gary N. Fritz, o filme que mostra a história e a repercussão do Piedra Roja vem sendo exibido nos cinemas e recebendo prêmios e menções honrosas.

Uma dica: a página do filme no Facebook tem o link para download gratuito da obra.

  1. José Carlos

    Parece muito interessante, valeu! Mas um pequeno detalhe: não está disponível de graça não, é preciso pagar para assistir – o que é justo, claro!

    Responder

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *