John Gustafson (1942-2014)

“O segundo baixista mais importante de Liverpool”, como era conhecido, faleceu aos 72 anos de idade.

por Bento Araujo     13 set 2014

John Gustafson“O segundo baixista mais importante de Liverpool”, como era conhecido, faleceu aos 72 anos de idade. Nenhum comunicado da família explicou a causa da morte deste “liverpudlian” que ficara somente atrás de Paul McCartney, mas os poucos que tomaram conhecimento da notícia deram início aos seus tributos pessoais ao músico que passou por bandas como Episode Six, Roxy Music, The Merseybeats, Quatermass, Hard Stuff, Ian Gillan Band, Bullet, The Big Three e outras.

Foi no estouro da cena Merseybeat que Gustafson apareceu para o universo do rock ao integrar as bandas The Big Three e The Merseybeats. Com o enfraquecimento daquela cena, o baixista por pouco não virou morador de rua, até conseguir uma vaga na gravação do disco Jesus Christ Superstar.

O próximo passo foi substituir Roger Glover no Episode Six, já que Glover estava a caminho do Deep Purple ao lado de outro integrante do grupo, Ian Gillan. Mas Gustafson ficou pouco no Episode Six; logo estava montando um novo trio com o baterista da banda, Mick Underwood, e um tecladista chamado Peter Robinson. Assim nasceu o Quatermass, que deixou apenas um cultuado e homônimo registro pelo imponente selo Harvest. Gustafson havia mergulhado no hard-prog, popular naqueles tempos.

Hard StuffMergulhado tanto que depois fundou mais dois grupos do gênero: Bullet e Hard Stuff. Contratados da Purple Records, o Hard Stuff trazia também o guitarrista/vocalista John Du Cann e o baterista Paul Hammond. Lançaram apenas dois trabalhos – Bulletproof (1972) e Bolex Dementia (1973) – mas entraram para os livros de história do rock como um belo combo praticante do mais puro hard setentista. Já o Bullet, também conhecido como o pré-Hard Stuff,  gravou um álbum em 1970, que só foi lançado em 2010, sob o nome The Entrance To Hell.

Depois do fim do Hard Stuff surgiram gravações com artistas como Kevin Ayers, Steve Hackett, Shawn Phillips, Rick Wakeman, Ian Hunter, Gordon Giltrap e o próprio Roger Glover – Gustafson participou do fantástico projeto The Butterfly Ball and the Grasshopper’s Feast, lançado por Glover em 1974.

Em paralelo, John Gustafson também se tornou baixista do Roxy Music, participando de turnês e dos álbuns Stranded (1973), Country Life (1974), Siren (1975) e Viva! (1976). Seu baixo pulsante é a essência de “Love Is The Drug”, um dos poucos hits do Roxy Music nos EUA. Enquanto estava no grupo, registrou seu primeiro disco solo, Goose Grease, que permaneceu engavetado por 22 anos, sendo lançado somente em 1997, pelo selo Angel Air.

The Ian Gillan BandAinda em 1976 ele embarcou na Ian Gillan Band, onde registrou os primeiros trabalhos da banda liderada pelo ex-vocalista do Deep Purple: Child In Time (1976), Clear Air Turbulence (1977), Scarabus (1977) e Live at the Budokan (1978).

Em 1982 o Status Quo emplacou nas paradas britânicas uma composição de Gustafson, “Dear John”, faixa do álbum 1+9+8+2. Não muito depois o baixista participou de uma versão reformulada do The Pirates, banda de apoio do lendário rocker britânico Johnny Kidd.

Mais sobre John Gustafson na próxima edição impressa da poeira Zine, que sai em outubro.







Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *