Arquivo da tag: led zeppelin

Parceria de Jimmy Page e Chris Squire pode ser lançada

Page espera lançar material arquivado do XYZ, que montou ao lado de Squire e Alan White

por Bento Araujo     30 jul 2015

yes-xyz“Aquilo foi muito triste. Ele era um baixista fenomenal. Foi muito triste perdê-lo”, disse Jimmy Page ao Radio.com, sobre a morte de Chris Squire.

O guitarrista do Led Zeppelin espera poder finalmente lançar material do supergrupo XYZ, que montou em 1981 ao lado do baixista do Yes e de Alan White, baterista também do Yes. O trio registrou demos no estúdio de Page, mas essas gravações nunca foram lançadas oficialmente, como comenta o guitarrista: “Eu tinha um estúdio na época e eles queriam tocar junto comigo. As músicas que praticamos eram realmente boas – foi o meu primeiro projeto depois que perdemos John Bonham. Foi um blend interessante e os caras eram muito, muito bons, então eu tinha que ser muito bom também”.

Page está com planos de lançar esse material do XYZ (eXYes & Led Zeppelin) há algum tempo e confessou que estava esperando terminar os relançamentos dos discos do Zeppelin para entrar em contato com Squire e White para viabilizar os lançamentos. Infelizmente Squire faleceu repentinamente, mas Page espera agora contar com o apoio de White para lançar o material também como uma homenagem ao baixista.

Mais notícias em breve.

Enquanto isso, curta o que vazou na web sobre o XYZ até agora:

Redescoberto: Joe The Jammer

Disco perdido de protegido de Jimmy Page e Peter Grant é finalmente lançado e com Mitch Mitchell na bateria

por Ricardo Alpendre     27 abr 2015

joejammerO selo Angel Air acaba de colocar no mercado pela primeira vez uma preciosidade: Headway, o segundo e inédito álbum do guitarrista Joe Jammer. Tanto Jimmy Page quanto Robert Plant proclamam-se inventores do apelido para Joe Wright, na época Joe The Jammer, o garoto de Chicago que havia se aproximado deles nos bastidores do Kinetic Playground, durante a primeira turnê americana do Led Zeppelin, em 1969. E o apelido tinha razão de ser: “Porque era tudo o que eu fazia o tempo todo: jams”, conta Jammer. Ele foi roadie do Led Zeppelin e técnico de guitarra de Jimmy Page.

Desde o início, prodígio que era na guitarra, Jammer impressionou tanto o guitarrista do Led Zeppelin que, além de cuidar do arsenal de Gibsons e Fenders do astro em ascensão, ele passou a preencher a agenda de sessões de gravação que Page mantinha como sideman mas estava abandonando.

Empresariado por Peter Grant, o sempre atuante manager do Led, Jammer saiu em turnê na Inglaterra com sua própria banda e gravou um álbum para a EMI, Bad News, lançado em 1972. Quando o segundo álbum foi gravado, John Gustafson havia entrado na banda, no baixo. Ainda mais relevante foi a entrada do baterista Mitch Mitchell. “Havíamos nos tornado bons amigos depois da morte de Hendrix; eu estava morando em sua casa em Surrey e, na verdade, estava usando algumas das guitarras e amplificadores de Hendrix”, Jammer relembra.

Mas, da série “azarados do rock” surgiu a recusa da Imigração inglesa em receber Jammer de volta no país após uma excursão à Alemanha, já que seu visto havia expirado. Grant ficou de acionar seus contatos e resolver a papelada, mas a agenda do Led Zeppelin provavelmente fez com que ele não lembrasse ou não tivesse tempo. O LP foi arquivado pela EMI, que não poderia ter o músico promovendo-o no país. De volta aos EUA, Grant tentou compensar a situação, colocando-o nas aberturas de shows de Maggie Bell e do Bad Company. Mas anos depois Jammer estava vivendo em semi-anonimato no Canadá.

Dois anos atrás, após a morte da mãe, Jammer encontrou os tapes de Headway no porão da casa, e aqui está o fim da história. Temos um álbum de ótimo rock com pitadas de jazz e funk, e, para Jammer, “as melhores performances de Mitch Mitchell após o trabalho com Hendrix”.